Epistemologia e historiografia na ciência da informação

Autores

Tiago José da Silva
Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco
https://orcid.org/0000-0001-7748-0581

Sinopse

Compartilhamos, na presente edição, os resultados da pesquisa mais completa sobre a produção científica em Epistemologia e Historiografia na Ciência da Informação. Nossa afirmação se fundamenta tanto na extensão dos dados apresentados e discutidos, quanto na abordagem teórico-metodológica adotada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago José da Silva, Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco

Doutor em Ciência da Informação pela Universidade Federal da Paraíba. Professor regente na Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco.

Isa Maria Freire, UFPB

Professora Associada no Departamento de Ciência da Informação e Docente permanente no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba.

Referências

ALMEIDA, António Manuel Passos. Epistemologia do conhecimento em Michel Foucault: os museus e as suas coleções. Ensaios e Práticas em Museologia, Porto, Departamento de Ciências e Técnicas do Património da FLUP, v. 2, p. 37-56, 2012.

ALVARES, Lillian; ARAUJO JUNIOR, Rogério Henrique de. Marcos históricos da ciência da informação: breve cronologia dos pioneiros, das obras clássicas e dos eventos fundamentais. Transinformação, Campinas, v. 22, n. 3, p. 195-205, dez. 2010.

ALVES, Rubens. Filosofia da ciência: introdução ao jogo e suas regras. 20. ed. São Paulo: Brasiliense, 1981.

ANCIB - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO. 2016. Disponível em: Disponível em: http://enancib.ibict.br/index.php/enancib/index. Acesso em: jan. 2017.

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão. Porto Alegre, v. 12, n. 1, p. 11-32, jan./jun. 2006.

ARAÚJO, Carlos Alberto Ávila. Correntes teóricas da ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 38, n. 3, p.192-204, set./dez., 2009.

ARAÚJO, Vania Maria Rodrigues Hermes de. Sistemas de recuperação da informação: nova abordagem teórico conceitual. 1994. 240 f. Tese (Doutorado em Comunicação) – Faculdade de Comunicação, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1994.

ARBOIT, Aline Elis; BUFREM, Leilah Santiago; FREITAS, Kuliana Lazzaroto de. Configuração epistemológica da Ciência da Informação na literatura periódica brasileira por meio de análise de citações (1972-2008). Perspectiva em Ciência da Informação, v. 15, n. 1, p. 18-43, jan./abr. 2010.

BARRETO, Aldo de Albuquerque. A condição da informação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 16, n. 3, p. 1-12, jul./set. 2002.

BASE DE DADOS DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (BRAPCI). 2018/2019. Disponível em: http://www.Brapci.inf.br/index.php. Acesso em: 10 nov. 2018 e jan./fev. 2019.

BASTOS, Flavia Maria. Organização do conhecimento em bibliotecas digitais de teses e dissertações: análise da aplicabilidade das teorias macroestruturais para categorização de áreas de assunto. 2005. 111 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2005.

BATES, Marcia J. The invisible substrate of information science. Journal of the American Society for Information Science, v. 50, n. 132, p. 1043-1050, 1999.

BELENS, Adroaldo de Jesus; PORTO, Cristiane de Magalhães. Ciência e tecnologia, uma abordagem histórica na sociedade da informação. In: PORTO, Cristiane de Magalhães (Org.) Difusão e cultura científica: alguns recortes [online]. Salvador: EDUFBA, 2009. p. 23-43.

BORKO, Harold. Information Science: What is it? American Documentation, v. 19, n. 1, p. 3-5, jan. 1968.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: BOURDIEU, Pierre. Sociologia. São Paulo: Atica, 1983. p. 122-155.

CAPURRO, Rafael. Epistemologia e Ciência da Informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO – ENANCIB, 5. Anais [...] Belo Horizonte: ECI/UFMG, 2003. [não paginado].

CAPURRO, Rafael; HJØRLAND, Birger. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 148-207, jan./abr. 2007.

CARDOSO, Ana Maria Pereira. Retomando possibilidades conceituais: uma contribuição à sistematização do campo da informação social. Revista da Escola de Biblioteconomia da UFMG, Belo Horizonte, v. 23, n. 2, p. 107-114, jul./dez. 1994.

CORRÊA, Elisa Cristina. Os artigos científicos em tempos de Web 2.0: uma reflexão teórica. Revista ACB: Biblioteconomia, Santa Catarina v. 17, n. 1, p. 42-58, jan./jun. 2012.

COSTA, Francisco José da. Mensuração e Desenvolvimento de Escalas: Aplicações em Administração. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2011.


COSTA, Sely Maria de Souza. Mudanças no Processo de Comunicação Científica: o impacto do uso de novas tecnologias. In: MUELLER, Suzana Pinheiro Machado; PASSOS, Edilenice J. L. (Orgs.). Comunicação Científica. Brasília: UnB, 2000. p. 85-105.

CRUZ, Robson Nascimento da. História e Historiografia da Ciência: considerações para pesquisa histórica em análise do comportamento. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, v. 8, n. 2, p. 161-178, jul./dez. 2006.

CURRICULO LATTES. Disponível em: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/busca.do?metodo=apresentar. Acesso em: jan. 2018.

DANCY, Jonathan. An Introduction to Contemporary Epistemology. Blackwell: Oxford, 1985.

DICIONÁRIO AURÉLIO. 2017. Disponível em: https://dicionariodoaurelio.com/epistemologia. Acesso em: nov. 2017.

DUARTE, Emeide Nóbrega. – Análise da produção científica em gestão do conhecimento: estratégias metodológicas e estratégias organizacionais. 2003. 300 f. Tese (Doutorado em Administração) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, CCSA, UFPB – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2003.

FIGUEIREDO, Nice. Paul Otlet e o centenário da FID. In: INSTITUTO BRASILEIRA DE INFORMAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA. Organização do conhecimento e sistemas de classificação. Brasília: IBICT, 1996. p. 14-19.

FONSECA, João José Saraiva da. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002.

FOSKETT, Douglas John. Ciência da informação como disciplina emergente: implicações educacionais. In: GOMES, Hagar Espanha (Org.). Ciência da informação ou informática. Rio de Janeiro: Calunga, 1980. p. 53-69.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, Pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

FREIRE, Gustavo Henrique de Araújo. Ciência da informação: temática, histórias e fundamentos. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 11, n. 1, p. 6-19, jan./abr. 2006.

FREIRE, Gustavo Henrique de Araújo; SILVA, Jonathas Luiz Carvalho. A configuração do campo da Ciência da Informação: marcas de uma identidade. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 22, p. 161-174, Número Especial 2012.

FUMERTON, Richard. Epistemologia. Petrópolis - RJ: Vozes, 2014. (Coleção Epistemologia)

GABRIEL JUNIOR, Rene Faustino. Geração de indicadores de produção e citação científica em revistas de Ciência da Informação: estudo aplicado à base de dados BRAPCI. 2013. 140 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2014.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GINZBURG, Carlos. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Cia. das Letras, 1989.


GOFFMAN, William. Information Science: discipline or disappearance. ASLlB Proceedings, Bingley, v. 22 n. 12, p. 589-596, dez. 1970.

GOMES, Maria Yêda Falcão Soares de Figueiras. Tendências atuais da produção científica em Biblioteconomia e Ciência da Informação no Brasil. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, v. 7, n. 3, jun. 2006. [não paginado]

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, Maria Nélida. GT1- ESTUDOS HISTÓRICOS E EPISTEMOLÓGICOS DA INFORMAÇÃO. Transcrição de Palestra. 2007. Disponível em: http://slideplayer.com.br/slide/284026/. Acesso em: dez. 2016.

GRAYLING, Anthony Clifford. Epistemology. In: BUNNIN, Nicholas; TSUI-JAMES, Eric (Orgs.). The Blackwell Companhion to Philosophy. Cambridge, Massachusetts: Blackwell Publishers Ltd, 1996.

GUEDES, Vânia Lisboa da Silveira. A Bibliometria e a Gestão da Informação e do Conhecimento Científico e Tecnológico: uma revisão da literatura. Ponto de Acesso, Salvador, v. 6, n. 2, p. 74-109, ago. 2012.

HASSAN-MONTERO, Yusef. Visualización y Recuperación de Información. In: ENCONTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS DA DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO, 2., 2006. Porto. Anais [...]. Porto: Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (Vila do Conde), 2006. [não paginada]. Disponível em: http://www.nosolousabilidad.com/hassan/visualizacion_y_recuperacion_de_informacion.pdf. Acesso em: 03 maio 2017.

HJØRLAND, Birger. Epistemology and the socio-cognitive perspective in information science. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 53, n. 4, p. 257-270, fev. 2002.

JAPIASSU, Hilton. Introdução ao pensamento epistemológico. 5. ed. Rio de Janeiro: F. Alves, 1988.

KOBASHI, Nair Yumiko; TALAMO, Maria de Fátima Gonçalves Moreira. Informação: fenômeno e objeto de estudo da sociedade contemporânea. Transinformação, Campinas, v. 15, n. spe, p. 7-21, dez. 2003.

KROPF, Simone Petraglia; LIMA, Nísia Trindade. Os valores e a prática institucional da ciência: as concepções de Robert Merton e Thomas Kuhn. História, Ciências, Saúde -Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 3, p. 565-581, fev. 1999.

KUHN, Thomas. Samuel. A estrutura das revoluções científicas. Tradução de Beatriz Vianna Boeira e Nelson Boeira. 12. ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.

LE COADIC, Yves-François. A ciência da informação. Brasília: Briquet de Lemos/Livros, 2004.

LIMA, Larissa de Mello. A INSTITUCIONALIZAÇÃO COGNITIVA E SOCIAL DA CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO NO BRASIL: uma análise discursiva com base nos anais do GT-1 ENANCIB em sua primeira década. 2017. 104 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2017.

LOURENÇO, Cíntia de Azevedo. A automação em bibliotecas: análise da produção via Biblioinfo (1986/1994). In: WITTER, Geraldina Porto (Org.). Produção científica. Campinas: Átomo, 1997. p. 25-40.

MACHADO, Ana Maria Netto; JESUS, Paula Clarice Grazziotin; SILVA, Ilsen Chaves da. A “carta periódica”: um modelo de publicação interativo para superar o produtivismo acadêmico e qualificar a produção científica. In: CONFERÊNCIA FORGES, 2, 2012, Macau (CHINA). Anais [...]. Macau: Instituto Politécnico de Macau, 2012. [não paginado]. Disponível em: http://www.aforges.org/wp-content/uploads/2017/03/Machado-Ana-et-al-UNIPLAC-BR.pdf. Acesso em: maio 2018.

MACIAS-CHAPULA, César A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 134-140, maio/ago. 1998.


MARICATO, João de Melo; NORONHA, Daisy Pires. Indicadores bibliométricos e cientométricos em CT&I: apontamentos históricos, metodológicos e tendências de aplicação. In: HAYASHI, Maria Cristina Piumbato Innocentini.; LETA, Jacqueline (Orgs.). Bibliometria e Cientometria: reflexões teóricas e interfaces. São Carlos: Pedro & João, 2012. v. 1, p. 21-41.

MARTINS, Roberto de Andrade. Ciência versus historiografia: os diferentes níveis discursivos nas obras sobre história da ciência. In: AFONSO-GOLDFARB, Ana Maria; BELTRAN, Maria Helena Roxo (Orgs.) Escrevendo a história da ciência: tendências, propostas e discussões historiográficas. São Paulo: EDUC/Livraria da Física/Fapesp, 2004. p.115-147.

MATTELART, Armand. História da utopia planetária: da cidade profética à sociedade global. Porto Alegre: Ed. Sulina, 2002.

MAZZOTTI, Tarso Bonilha. Epistemologia das Ciências da Educação. 1. ed. Marília, SP: Editora Poïesis, 2013.

MEADOWS, Arthur Jack. A comunicação científica. Brasília: Briquet de Lemos, 1999.

MERTON, Robert K. El efecto Mateo en la ciencia. In: MERTON, Robert King. La Sociologia de la Ciencia 2. Madrid: Alianza Editorial SA, 1977. p. 554-578.

MORRIS, Edward K.; TODD, James T.; MIDGLEY, Bryan D.; SCHNEIDER, Susan M.; JOHNSON, Lisa M. The History of Behavior Analysis: Some Historiography and a Bibliography. The Behavior Analyst, n. 13, p. 131-158, 1990.

MUELLER, Suzana Pinheiro Machado. A ciência, o sistema de comunicação científica e a literatura científica. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite (Orgs.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte; Ed. UFMG, 2000a. p. 21-34 319p. – (Aprender)

MUELLER, Suzana Pinheiro Machado. Periódicos científicos. In: CAMPELLO, Bernadete Santos; CENDÓN, Beatriz Valadares; KREMER, Jeannette Marguerite (Orgs.). Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte; Ed. UFMG, 2000b. p.73-96. – (Aprender)

MUELLER, Suzana Pinheiro Machado. A comunicação científica e o movimento de acesso livre ao conhecimento. Ciência da Informação, Brasília, v. 35, n. 2, p. 27-38, maio/ago. 2006

NAVES, Madalena Martins Lopes. Aspectos conceituais do browsing na recuperação da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 3, 1998. [não paginado]

NORONHA, Daisy Pires; MARICATO, João de Melo. Estudos métricos da informação: primeiras aproximações. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n. esp., 1º sem., p. 116-128, 2008.

NUNES, Lucilene. Epistemologia e Ciência da Informação: Um Estudo das Comunicações do GT-1 do ENANCIB. 2009. 132 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP – Universidade Estadual Paulista, Marília, 2009.

ORTEGA, Cristina Dotta. Relações históricas entre Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. DataGramaZero, Rio de Janeiro, v. 5, n. 5, out. 2004. [não paginado]

PAVAN, Cleusa; STUMPF, Ida Regina Chitto. Avaliação pelos pares nas revistas brasileiras de Ciência da Informação. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v. 14, n. 28, p. 73-92, 2009.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. A Ciência da Informação entre sombra e luz: domínio epistemológico e campo interdisciplinar. 1997. 234 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura) - UFRJ/ECO, Rio de Janeiro, 1997.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Campo interdisciplinar da Ciência da Informação: fronteiras remotas e recentes. In: PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Ciência da Informação, ciências sociais e interdisciplinaridade. Brasília: IBICT, 1999. p. 155-182.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Lei de Bradford: uma reformulação conceitual. 1982. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia - IBICT, Rio de Janeiro, 1982.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro. Processo evolutivo e tendências contemporâneas da Ciência da Informação. Informação & Sociedade, v. 15, n. 1, p. 13-48, jan./jun, 2005.

PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro; LOUREIRO, José Mauro Matheus. Traçados e limites da ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 24, n. 1, p. 42-53, jan./abr. 1995.

PLATAFORMA LATTES/CNPq. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/. Acesso em: 03 jan. 2019.

POMBO, Olga. Epistemologia interdisciplinar. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINARIDADE, HUMANISMO, UNIVERSIDADE. Porto, 2003. Anais [...]. Porto, 2003. p. 1-29.

RABELLO, Rodrigo. A Ciência da Informação como objeto: epistemologias como lugares de Encontro. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 17, n. 1, p. 2-36, jan./mar. 2012.

RABELLO, Rodrigo. História dos conceitos e ciência da informação: apontamentos teórico-metodológicos para uma perspectiva epistemológica Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, v. 13, n. 26, 2º sem. 2008.

RAYWARD, Warden Boyd. The origins of Information Science and the International Institute of Bibliograph/ International Federation for Information and Documentation (FID). Journal of the American Society for Information Science, v. 48, n. 4, p. 289-300, 1997.

RENDÓN ROJAS, Miguel Angel. La ciencia de la información en el contexto de las ciencias sociales y humanas. Ontología, epistemología, metodología e interdisciplina. DataGramaZero, v. 9, n. 4, ago. 2008. [não paginado]

SANTOS, Raimundo Nonato Macedo dos. Indicadores estratégicos em ciência e tecnologia: refletindo a sua prática como dispositivo de inclusão/exclusão. Transinformação, Campinas, v. 15, n. spe, p. 129-140, set./dez. 2003.

SANTOS, Raimundo Nonato Macedo dos. Os indicadores bibliométricos: virtudes e limites no contexto da avaliação em Ciência e Tecnologia. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 319-335, set/dez. 2015

SANTOS, Raimundo Nonato Macedo dos; KOBASHI, Nair Yumiko. Bibliometria, Cientometria, Infometria: conceitos e aplicações. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, João Pessoa, v. 2, n. 1, p. 155-172, 2009.

SARACEVIC, Tefko. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p. 41-62, jan./jun. 1996.

SCHWEITZER, Fernanda; RODRIGUES, Rosângela Schwarz; RADOS, Gregório Jean Varvakis. Comunicação científica e as tecnologias de informação e comunicação. Comunicação & Sociedade, a. 32, n. 55, p. 83-104, jan./jun. 2011.

SCIENTIFIC ELECTRONIC LIBRARY ONLINE - SciELO. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_home&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: maio 2017.

SILVA, Márcia Regina da; HAYASHI, Maria Cristina Piumbato Innocentini. O que Bourdieu tem a dizer à Bibliometria? In: SEGUNDO, José Eduardo Santarem; SILVA, Marcia Regina da; MOSTAFA, Solange Puntel Mostafa (Orgs). Os pensadores e a Ciência da Informação. 1.ed. Rio de Janeiro: E-Papers, 2012.
¬¬¬
SOLLA PRICE, Derek J. Network of scientific papers. Science, v. 149, n. 3683, p. 510-515, jul. 1965.

SOLLA PRICE, Derek J. O desenvolvimento da ciência: análise histórica, filosófica, sociológica e econômica. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1976.

SOUZA, Edivânio Duarte de. A Ciência da Informação: fundamentos epistêmico-discursivos do campo científico e do objeto de estudo. Maceió: Edufal, 2015.

SOUZA, Edivânio Duarte de. A epistemologia interdisciplinar na Ciência da Informação: dos indícios aos efeitos de sentido na consolidação do campo disciplinar. 2011. 346f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Belo Horizonte, 2011.

SOUZA, Renato Santos de. A normose acadêmica. In: NASCIMENTO, Luis Felipe Machado do (Org.). Lia, mas não escrevia (livro eletrônico): contos, crônicas e poesias. Porto Alegre: LFM do Nascimento, 2014.

TAGUE-SUTCLIFFE, Jean. An introduction to informetrics. Information processing & management, Oxford, v. 28, n. 1, p. 1-3, 1992.

TARGINO, Maria das Graças. Comunicação científica: uma revisão de seus elementos básicos. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 10, n. 2, p. 1-27, jul./dez. 2000.

URBIZAGASTEGUI ALVARADO, Ruben. A cienciometria como um campo científico. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 20, n. 3, p. 41-62, set./dez. 2010

URBIZAGASTEGUI ALVARADO, Ruben. Elitismo na literatura sobre a produtividade dos autores. Ciência da Informação, Brasília, v. 38, n. 2, p. 69-79, ago. 2009.

URBIZAGASTEGUI ALVARADO, Ruben. A produtividade dos autores sobre a lei de Lotka. Ciência da Informação, Rio de Janeiro, v. 37, n. 2, p. 87-102, maio/ago., 2008.

URBIZAGASTEGUI ALVARADO, Ruben. Pierre Bourdieu: a bibliography. Riverside, CA: Waira Publications, 1993

VAN RAAN, A. F. J. Scientometrics: state-of-art. Scientometrics, v. 38, n. 1, p. 205-218, 1997.

VANTI, Nadia Aurora Peres. A Cientometria revisitada à luz da expansão da ciência, da tecnologia e da inovação. Ponto de Acesso, Salvador, v. 5, n. 3, p. 5-31, jul./dez. 2011.

VANTI, Nadia Aurora Peres. Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, Brasília, v. 31, n. 2, p. 152-162, maio/ago. 2002.

VANTI, Nadia Aurora Peres. Métodos quantitativos para a avaliação do fluxo da informação e do conhecimento: bibliometria, cientometria e informetria. Comunicação e informação: ensaios e críticas. Porto Alegre: Sulina, 2006.

WERSIG, Gernot. Information science: the study of postmodern knowledge usage. Information Processing and Management: An International Journal, Tarrytown-Nova Iorque, v. 29, n. 2, p. 229-239, Mar./Apr. 1993.

WERSIG, Gernot; NEVELING, Ulrich. The phenomena of interest to information science. The Information Scientist. v. 9, n. 4, p. 127-140, 1975.

WILSON, Thomas Daniel. A dimensão epistemológica da informação e seu impacto sobre o ensino em arquivologia e biblioteconomia. ¬¬¬BJIS, v. 2, n. 1, p. 3-15, jan./jun. 2008.
Capa para Epistemologia e historiografia na ciência da informação
Publicado
dezembro 14, 2020

Detalhes sobre essa publicação

ISBN-13 (15)
978-65-5942-055-1